Meu dia começou às 04:00 h. Não, não sou monge. É um hábito que adquiri ao longo de alguns anos. Alguns dizem que acordam cedo para ficar mais tempo à toa. Talvez essa premissa sirva para quem está aposentado. Pra mim não cola!

Há uns três anos eu tinha 90 quilos e, apesar de acordar cedo, era bem sedentário. Um belo dia resolvi que tinha que emagrecer. Qualquer subida de escada ou uma caminhada um pouco mais longa e o fôlego já era.

Fui na minha primeira semana. Caminhando com muito esforço e sempre incomodado com uma dorzinha nas costas que irradiava para o peito. Só sei que no sétimo dia de caminhada eu só sentia dor no peito. Procurei um cardiologista que descobriu que eu tinha uma artéria do coração com 90% de entupimento. Moral da história: tive que colocar um stent. Emagreci 12 quilos. Retornei às atividades físicas que tento manter. Infelizmente alguns medicamentos entraram na reeducação alimentar. Enfim, fazer o que! É o preço que se paga por excesso de frituras, churrasco e muito tira-gosto regados a bastante cerveja.

Como faço hoje? Como deveria fazer sempre: tudo bem equilibrado e, de vez em quando, uma escorregada nos almoços de família. Afinal, ninguém é de ferro!

Bicicleta ou caminhada pela manhã.

Então, não dá pra ficar à toa. Cedo madruga, cedo na bike ou caminhada, cedo na pista, exercício físico e saúde!