“O nacionalismo é uma doença infantil; é o sarampo da humanidade” Albert Einstein

No nacionalismo, os patrícios se matam para manter sua posição na sociedade em que vivem. Tramam um contra o outro para não perderem as regalias e as mamatas.

O Estado manda e o nacionalista executa.

O líder nacionalista torna-se uma criança mimada. Suas vontades não podem ser contrariadas. A frase que melhor lhe cai é: “Se você não está comigo, é meu inimigo”. 

Frase dita por um grande personagem do cinema, o vilão Darth Vader de Guerra nas Estrelas que executava seus colaboradores por um simples erro.

O líder nacionalista se vê ameaçado cada vez que um membro do seu grupo se destaca. Então é hora de se livrar dele. Cria um motivo qualquer, nem que seja a discordância de pensamento pra detonar o “parceiro”.

Creio que já tivemos nacionalistas demais no Brasil. Precisamos de patriotas, de uma nação e não povo, comprometida com toda as pessoas que aqui vivem.