O Relatório Kissinger

Panorama Atual

Agora imagine todos os assuntos falados nas redes sociais, jornais e revistas sobre a pandemia de coronavírus. Apenas pense sobre isso.

Agora me conte, quais deles são verdades, meias-verdades.e outras que chegam a teoria da conspiração? Pirou? 

Aqui está algo que você provavelmente não sabe. 

Vou contar pra vocês sobre uma verdade.

Controle Populacional

Relatório Kissinger – Tentativa de Controle da Natalidade No Mundo

Em 1973 o presidente dos E.U.A. era Richard Nixon. Seu secretário de estado era Henry Kissinger. Opa! Olha o cara do relatório aí.

Henry Kissinger fez carreira como embaixador americano e atuou tanto na política local quanto internacional. Conhecia muito os problemas mundiais. E como conhecia! Principalmente se esses problemas afetassem a vida dos norte-americanos.

Em 1973, foi encomendado a ele uma pesquisa sobre crescimento econômico e populacional de países e que pudessem afetar a economia dos Estados Unidos e seus cidadãos. Ele chegou a conclusão que 13 países em potencial teriam essas características:  Índia, Bangladesh, Paquistão, Indonésia, Tailândia, Filipinas, Turquia, Nigéria, Egito, Etiópia, México, Colômbia e Brasil.

O relatório terminado em 1974 com o nome código NSSM 200 ficou conhecido internacionalmente com Relatório Kissinger. Foi adotado como política de governo pelo presidente seguinte Gerald Ford

Com esse documento em mãos, foi iniciado o processo de controle da natalidade nesses países onde foi implementado uma ação em políticas públicas de saúde, principalmente da saúde da mulher, incentivando a redução no número de filhos e incentivo ao uso de preservativos e anticoncepcionais. 

Uma população com crescimento baixo ou nulo é facilmente controlada. Assim é o texto original: “Populações com uma alta proporção de crescimento. Os jovens, que estão em proporção bem maior elevadas em muitos países menos desenvolvidos, tendem a ser mais voláteis, instáveis, sujeitos a extremos, alienação e violência do que uma população mais velha.”

Nestas relações sensíveis, no entanto, é importante, tanto no estilo como na substância, evitar a aparência de coerção.”

Quer dizer que, controlando o crescimento populacional sobram mais recursos de matéria-prima para abastecermos os E.U.A. . Mas isso não pode ser visto como ingerência. Isso é verdade.

E os Estados Unidos da América conseguiram seu objetivo.

E o que tem o coronavírus com isso?

Fique comigo, porque eu vou falar sobre isso no próximo post.