Pensamento Científico, Crítico e Criativo Na Educação

A Segunda Competência Geral Da BNCC

O segundo item das Competências Gerais da BNCC: “Pensamento Científico , Crítico e Criativo”

Em meio a uma “guerra” cultural em que vivemos no Brasil, tratar deste item tornou-se um desafio, quanto mais aplicá-lo no âmbito escolar tão permeado de diversidades socioculturais.

Diversidades estas que foram alargadas pela pandemia. Em termos de educação, o abismo entre o ensino público e privado ficou evidente.

A precariedade na estrutura tecnológica de um aluno do ensino público para participar de aulas online ou a falta da mesma estrutura dos colégios em que estão matriculados ficou escancarada.

Em relação ao aluno, creio que pela dificuldade deste em ter acesso a uma internet de qualidade bem como os equipamentos necessários ao seu envolvimento no novo processo de ensino/aprendizagem, mas em relação a estrutura escolar, creio que é falta de investimento mesmo.

Por que só agora, surgiram verbas e parcerias para tantas implantações de conexões rápidas e estáveis? Por que só agora os estados se mobilizaram para dar aos colégios a atenção tecnológica que hoje em dia é indispensável?

Vamos sair desta ciranda política e ver qual é da competência.

Ler, Observar, Pensar

Na minha modesta opinião, esta segunda competência está muito ligada à leitura.

Sabemos muito bem que a leitura traz o aumento do vocabulário.

As conversas se tornam mais agradáveis deixando uma fluidez na comunicação; além de adquirir conhecimentos.

A partir de um conhecimento adquirido pela leitura, a observação ao que acontece ao redor se torna mais aguçada.

O que lhe atrai na observação, seja ciência pura, contexto sociocultural e econômico ou a situação do planeta, faz com que o seu relacionamento com essas realidades se torne mais íntimo e o impulsione à uma busca mais profunda pelo seu objeto de interesse.

Quando isso tudo é despertado no aluno, ele ganha mais autoconfiança, mais desenvolvimento pessoal e intelectual. Seu interesse pelo bem-estar do outro e pelo seu próprio bem-estar passa a ter outra dimensão.

O aluno não pode estudar por estudar! Ele deve estudar e fazer com que seu projeto de vida se torne realidade.

Esse é o objetivo!

luciano.cardozo

Share

%d blogueiros gostam disto: